terça-feira, 10 de março de 2009

A Sanzala do "Vai-te Embora"...


"Eh mama na bana etula ngimba si fela.." (Oh mães dos filhos-rapazes cantem para se dançar...)
O grupo Quicongo, situa(va)-se em Angola nas zonas de Cabinda, Uíge e Zaire, são os verdadeiros donatários do antigo Reino do Congo, os Cabindas são Ne-Kongo devido à sua ascendência real ou nobre dentro dos Kikongos (a partícula N´significa nobreza-respeito). A kibanga é uma casa grande onde dormem os rapazes grandes e onde à noite se reúnem velhos e novos contando histórias e adivinhas assim se transmitindo usos e costumes e a moral social...
A circuncisão é o rito mais marcante dos Kikongos, quando os rapazes atingem os desasseis anos e vão para um retiro na mata a fim de se prepararem e para as raparigas é a cerimónia da iniciação(varia de terra para terra), mas normalmente a donzela é tingida com uma pasta feita de tacula ficando assim com a pele vermelha...
*Nasci perto dela na base do monte onde ela se situa(va)...recordo o ecoar de botijas de gás que rebentavam num despiste de um camião que as transportava para Carmona (Uíge) detrás do sol que nasc(ia)e todas as manhãs lá na estrada para o Negage...
A Sanzala do "Vai-te Embora" é o titulo de uma antologia de contos reais da vida em Angola que conto levar a público logo que para tal me seja possível... Renato Gomes Pereira - Ngola Gomes.

De Cá Fico, 17 Agosto de 2006

5 comentários:

IN VERITAS disse...

Obrigado Lino Braga...

Há muito de autobiográfico neste livro...e claro... subjectivo...

estou espantado (agradou-me..)com a atitude do Bloco de Esquerda...

de facto José eduardo dos santos nunca foi eleito pelo Povo angolano epo seu partido prepara-se par alterar aconstituiçãpoe fazer eleger o PR por via indirecta ou seja pelos deputados da AR...(lembra-te que a maioria esmagadora é do Mpla...eleição de 2008) a ulta votação anterior foi com savimbi qu contestou os resultados e não houve 2ª volta em 1992...até que Savimbi morreu em 02.02.2002...

lino braga disse...

Bom dia Renato,
Acho que tenho a obrigação, dentro das minhas modestas possibilidades, de divulgar e acarinhar os projectos e as iniciativas dos conterrâneos.
Uma terra mede-se pela capacidade empreendedora dos seus habitantes, logo, apetece-me dizer: Força Renato Pereira.
Quanto à atitude do Bloco de Esquerda, não me espantou, no fundo, seguem a sua estratégia, preocupados em se demarcarem dos restantes partidos, umas vezes bem, outras vezes nem por isso, no meu entender.
Democracia e liberdade são desejos das pessoas que se irão inevitavelmente concretizar, mais cedo ou mais tarde, neste mundo globalizado.

Renato Gomes Pereira disse...

Vou reformular os meus escritos...e acrescentar uma nova geração...em memória dos meus filhos...eles são Americo-afro-europeus, ou Afro-americo-europeus,ou Euro-americo-africanos,etc.etc...
minha esposa é mestiça descendente de alemães e negros por parte da mãe e negros do brasil da parte do pai...de qualquer modo descendentes de escravos oriundos de angola...no fundo meus filhos são também sanguineamente pelo pai e pela mãe angolanos genuinos e também europeus genuinos...e porque proivindos da américa também americanos...

A sanzala do "vai-te embora".. é um simbolo forte e merece um livro bem elaborado..conheces o meu modo de escrever à flor da pele - aprosa nunca é apenas prosa é poesia também...com ou sem amónio-para parafrasear o "nosso" Aurelino Costa... aquem eu chamo"O gaucho de argivai" -dizia o meu Cheiro da terra é diferente cheir acafé e cana de açucar..cheira apalmeira e a mar...e aterra vermelha e quente...
A propósito O aurelino ofereceu-me um DVD com o filme qu e ele rodou no Rio Grande do Sul - terra da minha esposa - chamado "Netto e o domador de cavalos"...

IN VERITAS disse...

Tem sido publicados muitos livros sobre a Angola de antigamente... quer do lado metropolitano..ao estilo com o nosso RUI TEXEIRA reportou no seu livro GUERRA COLONIAL - onde só os oficiais militares lusos escrevem e descrevem a guerra...existem livros relatados do outro lado da guerrilha e da literatura dita "de libertação"...
maos o que agora começa a surgir são livros publicados pelos luso descendentes, e antigos colonos, uns que ficaram nos novos paises, outros na diáspora pelo mundo fora e outros no regresso das caravelas...NO BLOG TERRA MAR E AR tento conciliar um pouco disso tudo...e ainda vasta éa exist~encia de blogs e páginas difundidas por toda a internet...
e

Anónimo disse...

endowed mingde show overtly spokesperson talao exhausting transforms clarity span enhance
semelokertes marchimundui