terça-feira, 23 de dezembro de 2008

José Régio

video
Cântico Negro
"Vem por aqui" - dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços, E nunca vou por ali...
A minha glória é esta:
Criar desumanidade!
Não acompanhar ninguém.
- Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre a minha mãe
Não, não vou por aí! Só vou por onde
Me levam meus próprios passos...
Se ao que busco saber nenhum de vós responde
Por que me repetis: "vem por aqui!"?

Prefiro escorregar nos becos lamacentos,
Redemoinhar aos ventos,
Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,
A ir por aí...
Se vim ao mundo, foi
Só para desflorar florestas virgens,
E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada!
O mais que faço não vale nada.

Como, pois sereis vós
Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem
Para eu derrubar os meus obstáculos?...
Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,
E vós amais o que é fácil!
Eu amo o Longe e a Miragem,
Amo os abismos, as torrentes, os desertos...

Ide! Tendes estradas,
Tendes jardins, tendes canteiros,
Tendes pátria, tendes tectos,
E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...
Eu tenho a minha Loucura !
Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,
E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...
Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe;
Mas eu, que nunca principio nem acabo,
Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou
- Sei que não vou por aí!

domingo, 21 de dezembro de 2008

Parque desportivo de Argivai

Urge que o executivo de Argivai contribua de forma empenhada na superação das dificuldades que a União Desportiva e Cultural de Argivai atravessa neste momento, designadamente ao nível das instalações desportivas e sociais, pois a falta de instalações cobertas inibe não só a prática de algumas manifestações desportivas e culturais, como também do necessário espaço para sede social.
Com esta questão resolvida poderíamos ter a União com a vitalidade de outros tempos e com melhores condições para alavancar as diversas modalidades consignadas nos estatutos, que se estendem desde as actividades desportivas às culturais e das lúdicas às sociais.
Para se conseguir este desiderato será importante repensar na fórmula de afectação do campo de futebol através da UDCA, para que esta o possa rentabilizar, por exemplo, através da exploração de uma cafetaria e outros eventos, como forma de gerar receitas a favor do desenvolvimento das modalidades referidas.
Assim, o impasse que actualmente se vive seria ultrapassado, porque com as duas principais causas superadas - instalações e receitas – a União Desportiva e Cultural de Argivai, Instituição de Utilidade Pública desde 2002, renasceria com todo o seu resplendor, como vimos, na década de 70 as suas antecessoras e, no atual quadro, nas décadas de 80 e 90 do século passado e início do século XXI, qual Fénix renascida da mitologia grega.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

One Republic

video
"Stop and Stare” é uma canção de rock alternativo lançada no segundo single da banda originária dos Estados Unidos da América, One Republic e no primeiro álbum de estúdio, Dreaming Out Loud.